© 2019 Nó movimento em rede

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Vimeo Icon

ADAPTAT é um diálogo entre linguagens artísticas, entre pessoas, entre espaços, entre olhares. Investe em possibilidades híbridas de composição e propõe, em sua concepção e estrutura, a adaptação de modos de relacionamento com a diversidade, criando mobilidade nos corpos, conceitos e espaços onde habita. Articula relacionamentos com o público por meio de diferentes vias perceptivas estimuladas na criação compartilhada entre dois corpos que dançam - sendo um destes um corpo com deficiência física - em diferentes espaços da cidade de Curitiba/PR, Brasil. A dança coabita com a criação de sonoridades e textos poéticos produzidos em tempo real, os quais carregam em si as noções de diferença e complementariedade própria do compartilhamento entre diferenças e colaboram para a possibilidade de sensibilizar a presença (que envolve olhar, ouvir, tocar) para outros tipos de música, outros tipos de corpos, de dança, de escrita e ambiência – outros tipos de relação do público com a diversidade.

O trabalho inaugura o conceito de audiopercepção, proposto por Andréa Sério, que assume a subjetividade poética como via de acesso audível à obra, sem a tentativa de descrevê-la. 

concepção: Lívea Castro | direção: Andréa Sério | habitando com: Lívea Castro e Moisés Batista (movimento), Machison Abreu (sonoridade) e Diviane Helena (poesia) | documentação: Cayo Vieira | realização: Nó movimento em rede em parceria com o Projeto de extensão Limites em Movimento: corpo em questão - Unespar Campus de Curitiba II - FAP.